CASAL DE JACAREÍ RECEBE PRÊMIO EM DIREITOS HUMANOS

Luiz André e Sergio recebem prêmio na categoria Ativismo LGBT por ser o primeiro casal gay a ter o casamento civil aprovado no Brasil.
 

Luiz André e Sergio exibem a certidão de casamento em frente ao cartório

O casal de Jacareí, Luiz André Sousa Moresi e José Sergio Sousa Moresi, foram agraciados e recebem o 10º Prêmio Arco-Íris de Direitos Humanos no dia 12 de dezembro no Teatro João Caetano, no centro da cidade do Rio de Janeiro. A honraria é concedida todos os anos pelo Grupo Arco-Íris, uma das mais antigas e importantes organizações de Direitos Humanos e Cidadania LGBT do Brasil.

O Prêmio está em sua décima edição e compõe as atividades da Parada LGBT do Rio de Janeiro. É entregue a pessoas que se destacam na defesa e promoção da cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais nas mais diversas áreas de atuação. Os militantes da ONG REVIDA de Jacareí, Luiz André e Sergio, serão homenageados na categoria Ativismo LGBT por serem o primeiro casal LGBT do Brasil a terem sua união estável convertida em casamento civil.

Para Luiz André, receber esse prêmio tem um valor especial “por ser concedido por uma instituição conceituada e respeitada no Brasil e por representar uma conquista que é conseqüência da atuação de militantes LGBT que lutam há anos pelo reconhecimento de sua plena cidadania”.

Luiz André e Sergio dedicam o prêmio aos membros da ONG REVIDA, aos militantes LGBT do Brasil e ao próprio Grupo Arco-Íris, que desempenhou papel fundamental de advocacy junto ao STF para aprovação da união estável homoafetiva, o que possibilitou a conversão em casamento civil.

União Estável e Casamento Civil

Em 5 de maio de 2011 o Supremo Tribunal Federal equiparou a união estável homoafetiva à união estável heterossexual.

Em 17 de maio de 2011, Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia, o casal Luiz André e Sergio assina o contrato de União Estável Homoafetiva.

Em 27 de junho de 2011 o juiz estadual Fernando Henrique Pinto autorizou a conversão da união estável de Luiz André e Sergio Sousa Moresi em casamento civil, o primeiro do Brasil.

Em 28 de junho de 2011, Dia Mundial do Orgulho LGBT, o casal recebe a Certidão de Casamento Civil das mãos do oficial do Cartório de Registro Civil. Cerimônia de entrega teve repercussão internacional.

Anúncios

Marta suplicy – Luiz e Sergio homenageiam Marta

Luiz e Sergio homenageiam Marta

Postado em 05/07/2011 por Equipe Marta

Luiz André de Rezende Moresi, 37 anos, e José Sérgio Santos de Sousa, 29, com a certidão de casamento em mãos, estiveram com a senadora Marta Suplicy (PT-SP) na noite de ontem (4) no estúdio da Rede TV, gravando o programa da Hebe, que vai ao ar, nesta-terça (5), às 22h. Durante o programa, apresentaram a certidão de casamento em “homenagem a Marta”.

Segundo eles, “Marta foi a grande lutadora” para que hoje tivessem reconhecidos seus direitos na união estável.

Luiz e Sérgio vivem juntos há oito anos, e adotaram como sobrenome “Sousa Moresi”. A união estável deles era reconhecida desde maio deste ano. Agora, o casamento civil garante, pelas leis brasileiras, que nenhum deles poderá ser excluído de uma eventual herança, entre outros direitos.

Parceria civil – Quando deputada, em 1995, Marta apresentou o projeto de lei da parceria civil, prevendo que pessoas do mesmo sexo poderiam firmar um contrato que as resguardasse em relação a questões como direito de herança, por exemplo.

A proposta, avançada para época, suscitou amplo debate na sociedade brasileira. Mesmo sem ser aprovada, sua discussão, anos a fio, deu mais visibilidade para a questão dos direitos da população LGBT.

Marta militou pela aprovação do projeto por mais de década, em entrevistas, participando de Paradas em São Paulo. E enquanto se discutia a questão de direitos de homossexuais em jornais, revistas, rádios e telejornais o tema foi ganhando espaços, chegou à teledramaturgia.

O Judiciário, acompanhando a evolução dos costumes em sociedade, passou a conferir sentenças históricas.

Hoje, o projeto de parceria civil é ultrapassado, em relação ao que o Judiciário já aprova: de união estável a adoção de crianças por casais homoafetivos.

No entanto, Marta diz que “o Legislativo se apequenou; se acovardou” e não aprovou sequer a parceria civil.

Homofobia – No programa da Hebe desta noite, a questão da homofobia é tratada com muita sensibilidade.

A produção gravou depoimentos fortes, de mães que em primeiro momento reagiram mal sobre a sexualidade de seus filhos, mas superaram o medo e hoje aceitam sua família como ela é. São felizes e lutam pelos direitos dos seus filhos.

Marta voltou a defender a criminalização da homofobia, num bate-papo que contou, além de Hebe, com os convidados José Simão e Barbara Gancia, colunistas da Folha de S. Paulo, e Sabrina Sato, do Pânico na TV.

No início do programa, Hebe, Marta, Barbara e Sabrina entrevistam José Simão.

Rede TV: Programa da Hebe, às 22h, em São Paulo pelos canais 9 (TV aberta); 22 da Sky; 20 da NET. Internet: http://www.redetv.com.br/

Foto: Marta e o primeiro casal gay que conseguiu se casar no Brasil, depois da recente decisão do STF de reconhecimento das relações homoafetivas/ Montserrat Bevilaqua

Fonte: Assessoria de Comunicação da senadora Marta Suplicy (PT-SP)

Um jornal, a matéria, o trabalho e um Amor!

Interessante como uma matéria no jornal dá uma visibilidade interessante ao trabalho que a gente desenvolve.
Sei que nem sempre a matéria é fidedigna, muitas vezes falta dados ou são apresentados distorcidos. No Jornal Diário de Jacareí desse sábado, dia 28/11/2009 saiu uma reportagem sobre a ONG REVIDA que presido, sobre o contrato de união homoafetiva que duas amigas vão celebrar e sobre um encontro LGBT no domingo, dia 29.

Matéria no Jornal Diário de Jacareí, dia 28/11/2009

Matéria no Jornal Diário de Jacareí, dia 28/11/2009

Vale lembrar que o contrato de união homoafetiva ou união estável é muito restritiva e quase não garante direitos. Alguns, mais para efeito de convênio médico ou em situações de jurisprudência decididos por meio da Justiça.

Matéria no Jornal Diário de Jacareí, dia 28/11/2009

Matéria no Jornal Diário de Jacareí, dia 28/11/2009

Nesse domingo, dia 29, vamos realizar nossa 1ª Capacitação e Sensibilização em Direitos Humanos em DST/HIV/aids para o público LGBT em parceria com o Programa Municipal DST/HIV/aids da Prefeitura Municipal de Jacareí. Vai ser um encontro muito interessante, com 40 pessoas, formadores de opinião e que vão poder dissiminar o conteúdo desenvolvido no dia.

E podem contar… uma Parada LGBT em Jacareí está por vir!!!

Matéria no Jornal Diário de Jacareí, dia 28/11/2009

Matéria no Jornal Diário de Jacareí, dia 28/11/2009