Renovação? Não, se as práticas forem as mesmas.

Tanto se falou de renovação nas Câmaras Municipais durante o primeiro turno da eleição de 2012. Em Jacareí, das 13 vagas, oito serão ocupados por novos nomes. Renovação? Não sei.

No processo eleitoral predominaram as campanhas milionárias, com muitas placas, faixas, cavaletes, exércitos de cabos eleitorais remunerados nas ruas, toneladas de panfletos e santinhos. Venceram os que sujaram a cidade nos três meses do período eleitoral, os que colocaram em risco o trânsito e os pedestres, com as centenas de cavaletes pelas ruas e aqueles que não respeitaram a Justiça Eleitoral e as leis e infestaram as ruas dos bairros e portas de seções de votação com os chamados santinhos na véspera eleitoral.

São os novos vereadores, três do PT, Hernani Barreto, José Francisco e Arildo Batista, que como suplente já exerceu por um breve período a vereança. Os três foram participantes dos governos Marco Aurélio e Hamilton. No PMDB, os novos nomes são dois, a enfermeira, ex-diretora geral de Saúde e também ex-Secretária de Saúde, Ana Lino, e o Paulinho do Esporte, que também já exerceu a vereança por curto período. Tem ainda o Pastor Timóteo do PRB e o Fernando da Ótica do PSC, representando o que podemos chamar de bancada religiosa. Edgar Sasaki que assumiu a vereança no final do 1º semestre na vaga de José Antero que perdera o mandato por infidelidade partidária, conseguiu manter-se no legislativo através do DEM. Tem ainda o ex-vereador, candidato a prefeito e candidato a deputado Maurício Haka que retorna à Câmara pelo PSDB.

Dos vereadores reeleitos temos a Rose Gaspar do PT que iniciará seu quarto mandato, Edinho Guedes pelo PMDB em seu segundo, Itamar Alves pelo PDT, em seu enésimo mandato (perdi a conta) e Valmir do Meia Lua do PSD, no terceiro, sendo dois consecutivos.

Será que a bancada do futebol conseguirá melhorar nosso desempenho esportivo, o amador e o de alto rendimento? Conseguirá aumentar o orçamento da Secretária de Esportes? Apresentarão esses vereadores emendas no orçamento caso o prefeito Hamilton mantenha os mesmos índices orçamentários? Ou viverão eles de favores de deputados estaduais e federais que enviarão emendas supérfluas de 50 mil, 100 mil reais, para comprar bolas, redes e equipamentos? A velha prática de doar uniformes para times de bairros e de campinhos permanecerá ou o Esporte de Jacareí será tratado com responsabilidade e orçamento efetivo?

Será que a bancada religiosa respeitará a Constituição Federal e exercerá o mandato de forma laica ou se valerá dos seus princípios religiosos para propor leis e políticas públicas excludentes? Respeitará as minorias sociais e outras denominações religiosas? Haverá assuntos proibidos de discussão por conta da fé e da crença? Medalhas, títulos, congratulações serão auferidas aos montes para padres, freiras, pastores, irmãos, missionários? Há que se fazer um cálculo de quanto o poder público gasta no ano com essas homenagens.

A bancada feminina representará às mulheres e feministas com esmero? Assuntos pertinentes às políticas públicas e de inclusão das mulheres serão temas importantes ou permaneceremos na nova legislatura outorgando medalhas, distribuindo flores e cantando a beleza feminina? A saúde da mulher jacareiense será discutida e soluções para o bom atendimento serão elaboradas e colocadas em prática?  A bancada feminina instigará o poder público a promover ações de valorização das servidoras públicas, de combate ao machismo e misoginias, buscará combater a violência contra a mulher, exigirá orçamento para projetos de inclusão da mulher pobre, da mulher violentada, da mulher vítima da violência doméstica? Combaterá o assédio moral no serviço público?

Nossos novos vereadores/as e os antigos também, se valerão de práticas assistencialistas para continuarem populares e na boca do povo? Viagens levando eleitores/moradores para hospitais de São Paulo, Campinas, Sorocaba, Guarulhos e outras cidades continuarão a serem feitas com os carros e combustível da Câmara Municipal? Ou será exigido do prefeito mais dinheiro para a Saúde e uma melhor gestão? Vão acompanhar e fiscalizar a construção do novo Pronto Socorro, de novas UBS, exigirão o aumento da realização de cirurgias, de exames, de consultas? Vão lutar para que consultas possam ser agendadas por telefone, para que todos tenham oportunidade e sejam atendidos ou vão se valer da velha prática de usar do poder de vereança para conseguirem esses agendamentos, perpetuando o assistencialismo que mantém o eleitor “eternamente grato”?

Projetos importantes serão apresentados e, no final da próxima legislatura, novas idéias e projetos inovadores terão sido aprovados ou reinará como resultado do trabalho dos nossos legisladores os projetos de nomes de ruas, praças e avenidas? Projetos de outorgas de medalhas, menções honrosas, títulos de cidadãos honorários estarão no topo do resultado dos trabalhos da nossa vereança?

Veremos a situação e a oposição exercendo o papel fundamental de fiscalizadores e de legisladores?

Desejo que a renovação não seja só numérica, e que nossos vereadores e vereadoras exerçam um mandato a altura do seu povo, contribuindo para que nossa cidade se torne cada dia melhor para se viver.

Anúncios

Ativista LGBT assume a presidência do PC do B

6 de Agosto de 2011 | 11h38

Por Fernanda Goulart

Divulgação


Nova diretoria será comandada
pelo presidente, Luiz André
Moresi

O ativista dos direitos LGBT (de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros), Luiz André Moresi, assumiu a presidência do PC do B (Partido Comunista do Brasil). No último domingo (21), a legenda elegeu os novos dirigentes da executiva municipal que é composta por oito integrantes.

Ex-petista, o novo presidente do diretório adianta ser pré-candidato a vereador e afirma ter como meta continuar a expansão do partido. Sobre a saída do PT (Partido dos Trabalhadores), onde esteve filiado por mais de 20 anos, ele atribuí à discordância com a atuação do PT na cidade.
“O PC do B tem história e missão. Vamos continuar o trabalho para fazer com que o partido cresça mais para o processo eleitoral do ano que vem. A minha causa é a mesma, só resolvi mudar o caminho. O PT já não satisfazia os meus sonhos e meus desejos”, afirma.
Sobre o pleito eleitoral de 2012, Moresi ressalta que o PC do B ainda não definiu se terá candidato próprio e que a decisão também depende do projeto de extinção das coligações proporcionais, em discussão no Congresso Nacional. No entanto, ele adianta que o partido se organiza para definir outros possíveis candidatos a vereador.
“Em Jacareí estamos organizando o partido para o processo eleitoral. Vamos preparar uma chapa de candidatos, constituir um projeto e levar à população”, diz ele, acrescentando ainda que pretende que o partido deixe de ser uma comissão provisória e passe a ter uma direção permanente completa.
NOMES – A conferência municipal do PC do B contou com a presença de cerca de 70 dos 530 filiados. Na ocasião, foram eleitos para compor a Comissão Executiva: Luiz André Moresi (presidente), José Pereira da Silva (vice-presidente), dr. José Severino da Silva (secretaria de organização), Eldo Ferreira da Silva Filho (secretaria de finanças), dra. Crislaine Lazari (secretaria das mulheres), Débora Aparecida Peres (secretaria de comunicação)  e Roberto Ferreira dos Santos, o ‘Betinho Zulu’ (secretaria da juventude).
O próximo evento do partido é a Conferência Estadual que acontece nos dias 3 e 4 de setembro, em São Paulo.

Fonte: Diário de Jacareí

PC do B de Jacareí elege nova direção

Partido elegeu o seu Comitê Municipal, composto por 23 membros, e se prepara para disputar eleições municipais

O PC do B de Jacareí realizou, na manhã do domingo (21),  a Conferência Municipal e elegeu sua nova direção na cidade, chamada no partido de Comitê Municipal.

O comitê é composto por sete dirigentes da executiva municipal, 11 pessoas do Conselho Político e mais cinco membros, além de cinco suplentes.

A Conferência contou com a presença de cerca de 70 filiados e convidados e ainda elegeu quatro delegados(a) para a Conferência Estadual, em  São Paulo, nos dias 03 e 04 de setembro.

O novo presidente do partido na cidade é Luiz André Moresi, ativista social, que assumiu o cargo exercido por Cláudio Silva, que por sua vez coordena a legenda na região.

Foram eleitos para compor a Comissão Executiva Municipal: Luiz André Moresi (Presidente), José Pereira da Silva (Vice-presidente), Dr. José Severino da Silva (Secretaria de Organização), Eldo Ferreira da Silva Filho (Secretaria de Finanças), Dra. Crislaine Lazari (Secretaria das Mulheres),  Débora Aparecida Peres (Secretaria de Comunicação)  e Roberto Ferreira dos Santos, “Betinho Zulu” (Secretaria da Juentude)

Avanço – Com a eleição da nova direção, o PCdoB de Jacareí deixará de ser comissão provisória e passa a ter sua direção completa, com a responsabilidade de conduzir os trabalhos do partido nos próximos dois anos

Expansão – O presidente eleito explicou que a nova direção terá a função de continuar a construção partidária, expandir o quadro de filiados, hoje com cerca de 530 filiados e organizar o partido para a eleição de 2012, na qual apresentará propostas e candidatos e candidatas.

Claudio Silva, ex-presidente, que segue na direção estadual e na coordenação do PCdoB na região do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte, informou que em 2012 o partido estará presente na disputa eleitoral em diversas cidades da região com o objetivo de eleger vereadores e prefeitos.

Experiência – O novo presidente do PCdoB de Jacareí, Luiz André Sousa Moresi, é ativista social e militante dos Direitos Humanos. Fez parte do PT durante 21 anos, foi Assessor de Juventude e Coordenador da Casa da Juventude da Prefeitura de Jacareí, trabalhou na administração de Marta Suplicy na capital paulista, foi integrante do movimento estudantil e líder do movimento do Passe-Livre (na década de 90) no município.

Atualmente é presidente da ONG REVIDA. Em 2010 foi o organizador do maior movimento social de rua da história de Jacareí, a Parada LGBT, com a participação de 30 mil pessoas. Em junho desse ano, protagonizou um fato histórico com repercussão internacional ao conseguir na justiça a autorização para o primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo do Brasil, decisão essa que possibilitou o reconhecimento pleno de cerca de 112 direitos, antes negados.

Um novo caminho…

Amig@s,

Amanhã, domingo, dia 21/08, das 9h às 12h, acontecerá na Câmara Municipal de Jacareí a Conferência Municipal do PCdoB e eu estarei sendo aclamado presidente do partido aqui na cidade.

Depois de 21 anos militando no PT, participando de suas direções, setoriais, das campanhas e governo, decidi que chegou a hora de trllhar novos caminhos.

Conto com a presença dos amigos e das amigas nesse importante momento da minha vida. E convido também para fazerem parte desse importante partido brasileiro, o PCdoB.

Não esqueça, amanhã, domingo, dia 21/08, das 9h às 12h na Câmara Municipal de Jacareí.

Abraços camaradas!

Luiz André Sousa Moresi

Defensores da Cidadania

No dia 07/02 iniciei o curso Defensores da Cidadania que está em sua décima edição. Lembro quando a prefeitura de Jacareí, através da Secretaria de Assistência Social e Cidadania lançou essa importante ação visando criar uma rede de defensores dos direitos humanos.  Eu trabalhava na Secretaria, era assessor de juventude.

De lá pra cá mais de 800 pessoas fizeram o curso. 

Mas a pergunta que não quer calar: Onde estão os defensores da cidadania de Jacareí?

Pergunto isso porque vejo que em nossa cidade quase não há organizações de defesa dos direitos humanos. De Assistência Social e assistencialista temos muitas. Constato também que não temos conselhos importantes para se garantir a defesa da cidadania, como o Conselho da Juventude, da Mulher, da Igualdade Racial, o Conselho LGBT e tão pouco o Conselho Municipal dos Direitos Humanos.

Vejo ainda que falta no executivo municipal alguns órgãos que poderiam contribuir para a garantia plena dos Direitos Humanos em nossa cidade, como assessorias ou coordenadorias temáticas e setoriais. Muitas cidades têm a Coordenadoria da Mulher, do Negro e Negra, da Juventude, LGBT ou da Diversidade Sexual, da Participação Popular, entre outras. E mesmo no Orçamento Participativo, espaço construído para garantir a participação da população na decisão do orçamento municipal, visualizo que as discussões temáticas ainda não foram implantadas, nesses já 10 anos de realização desse instrumento cidadão.

Aproveito aqui para fazer duas provocações. Vamos lá:

1ª provocação – Prefeito Hamilton, Vereadores, Secretários Municipais, entidades de classe, entidades sociais e assistênciais, sindicatos e jacareienses comprometidos com os Direitos Humanos, incluindo os mais de 800 que já fizeram o curso Defensores da Cidadania, vamos criar em nossa Jacareí o Conselho Municipal dos Direitos Humanos, garantindo a participação das várias áreas temáticas e setoriais da nossa sociedade?

2ª provocação: Em um artigo no Jornal Valeparaibano de agosto de 2009, “Quem participa, decide!”, escrevi sobre a relevãncia do Orçamento Participativo em nossa cidade e indiquei a necessidade de se ter áreas temáticas e setoriais no OP. Que é significativo discutir obras, mas também serviços, projetos, programas, políticas públicas sociais e setoriais. Então, que tal, se agentes políticos da cidade levarem para as plenárias do OP a importância de se ter as reuniões temáticas e setoriais, como  “criança e adolescente, juventude, mulheres, educação, saúde, assistência social, cultura, etc?”… Assim, tenho certeza, a participação popular seria ampliada e a democracia participativa , de fato, aplicada na construção do Orçamento Municipal. Que tal?

É isso, algumas inquietações que me levam a fazer indagações. Mas, acima de tudo, fazer proposições. Sou assim, me enche de alegria a possibilidade de poder ajudar com ideias, naquilo que aponto e critico. Penso que, se está bom, pode ficar melhor ainda.

Afinal, sou Jacareiense de Coração!

Luiz André Moresi