As memórias! As carícias! A Roda Viva!

Não é de hoje que quero voltar a escrever no meu blog, mas falta inspiração. É ela que proporciona a satisfação e nos leva a belas histórias, textos, contos, memórias.

As memórias! São muitas, abundantes, preciosas e pertinho do coração.

Às vezes, a adrenalina da alegria e a felicidade da hora me impedem de externar em retas linhas o momento vivido. Depois o tempo vai passando, o coração abrandando e o acontecido vai virando memórias. Tenho lembranças de um tempo bom, que não volta mais. Lembranças de amigos que se foram, dos que ainda estão e já não são, dos que eram e voltaram a ser. Lembranças de grandes eventos na minha vida e de pequenos momentos também.

Bate no peito o sentimento de vida passada, celebrada. De tempo vivido e de tempo perdido. Muitas coisas se perderam, não foram feitas, Tempo, tempo, tempo… E já não há mais tempo.

As carícias! Lembro-me de carícias. De pai, de mãe. De uma avó simpatia. De amores.

Que lindos são os sentimentos despertados por um gesto de afago, de simples passar de mãos, de aconchegar-se nos ombros, olhar intermitente e meigo. Carícias de quem quer comunicar, inserir-se na lógica da vida em comum, da vida companheira, presente.

“Tem dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu…” E é assim que sinto quando, nos relances inglórios da vida, perco aquela linha reta e “eis que chega a roda-viva e carrega o destino pra lá.” Assim como na letra da belíssima canção de Chico Buarque, Roda Viva, sinto que “o tempo rodou num instante nas voltas do meu coração.”

Será que o que construímos, plantamos e cativamos se perdem totalmente nas voltas, e não volta mais? Será que o que deixamos de cumprir, contra a corrente não vai navegar?

Tenho em minhas memórias a consciência do que não deu, passou, ficou para trás. Lembranças do que poderia ter feito e não fiz.

Porém, e tão grande quanto o que não fiz, são as memórias das conquistas, vitórias, alegrias, sonhos realizados. São poucos, mas são meus.

Então:

“Roda mundo, roda-gigante
Rodamoinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração”

Roda Viva – Chico Buarque

PS.: Sim, estou triste, por isso escrevo. É a inspiração!

rodaviva

Anúncios

Provocações!

ATO REGIONAL VALE DO PARAÍBA #FORA FELICIANO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP - 16/03 VALE DO PARAÍBA

ATO REGIONAL VALE DO PARAÍBA #FORA FELICIANO
SÃO JOSÉ DOS CAMPOS – SP – 16/03
VALE DO PARAÍBA

Não costumo responder provocações, comentários maldosos, preconceituosos. Não entro em discussões religiosas e de fundamentalistas. Mas estão tornando a questão POLÍTICA da Comissão de Direitos Humanos e Minorias em GUERRA SANTA. E hoje tive que responder um comentário em um post que fiz no facebook. Segue o que escrevi:
# Primeiro, não é opção, é orientação. Ninguém escolhe ser gay, ser hetero ou bi. A gente nasce assim, é uma condição.

# Segundo, somos atacados, vilipendiados, exorcizados, maltratados e demonizados frequentemente nos cultos, nos púlpitos, nos altares, nas missas, nas rezas. Nas imprensas religiosas, escritas e faladas, nas TVs e nas rádios religiosas.

Quando há REAÇÃO da nossa parte, novamente somos atacados, insultados, vilipendiados, exorcizados, maltratados, demonizados, ofendidos. Até apanhamos, com socos, ponta-pés, cabeçadas, com tijolos, com facas, porretes, soco inglês, etc… Essa semana aconteceu na Argentina, e os homofóbicos eram também religiosos fundamentalistas de plantão, afirmando que praticavam o ato de covardia porque o papa Francisco os abominavam, eram coisas do demônio.

Basta de Feliciano #NÃO ME REPRESENTA!

Basta de Feliciano
#NÃO ME REPRESENTA!

 

Muitas vezes, em nome do seu deus, de suas crenças, em nome do que ouvem nos púlpitos e altares, também nos matam, e matam com raiva, com muitos tiros, muitas facadas, muitas porradas, muitas tijoladas. Matam, arrancam nossos órgãos sexuais, nos humilham na morte, nos ateiam fogo, jogam-nos em valas, rios, precipícios. DIARIAMENTE um homofóbico mata um gay, ou uma lésbica, ou uma travesti, uma transexual, um bissexual. MATAM, MATAM E MATAM.

E quando reagimos, com nossas manifestações, nossas Paradas, nossos cursos, com o tremular de nossas bandeiras, CONTINUAM A NOS MATAR COM MAIS RAIVA, ÓDIO E PRECONCEITO. E FAZEM ISSO SOB A AUSÊNCIA DA LEI E COM A BENÇÃO DAS PREGAÇÕES DO FINAL DE SEMANA.

# Terceiro, tem muita gente de fé que é do bem. Nossa luta não é contra as religiões, as igrejas e seu povo de fé e do bem. Nossa luta é contra o preconceito e quem o pratica. Não deve um líder religioso mandar que uma pessoa se negue, que negue sua existência, negue suas vontades, seus desejos, seus sonhos. Não pode um líder religioso ordenar que a pessoa se anule, deixe de viver aquilo que ela é.

Quando um religioso assim o faz é como se estivesse ordenando a uma pessoa LGBT: “MORRA”… E assim, tristemente, pessoas LGBT se suicidam, porque não suportam viverem anuladas em sua essência.

Sou de formação cristã, minha família toda é, a grande maioria dos meus amigos também. Tenho certeza, que o meu Deus, que não está nem aí para minha orientação sexual, abençoa minha vida e meu casamento, que são fundamentados no AMOR, mandamento maior da vida humana.

# Quarto, retiro o termo “bisca” que usei para me referir à Joelma da banda Calypso. Tem muitas “biscas” que são dignas e não merecem esse desrespeito de serem comparadas com essa cantora.

E TENHO DITO #FORAFELICIANO!

Luiz André Moresi

Na diversão, cuidar da vida!

Boate Kiss em Santa Maria - RS, palco de uma das maiores tragédias do Brasil.

Boate Kiss em Santa Maria – RS, palco de uma das maiores tragédias do Brasil.

Em tudo que acontece temos que tirar lições, aprender, para que erros não se repitam mais.

ENTÃO, AOS AMIGOS E AMIGAS, DONO(A)S DE BOATES, BARES, CASAS NOTURNA, ESPAÇOS DE ENTRETENIMENTO, POR FAVOR, É PRECISO TIRAR A MÃO DO BOLSO E PRIMAR PELA SEGURANÇA DAQUELES(AS) QUE LEVAM A VOCÊS O LUCRO.

AOS ÓRGÃOS DE CONTROLE, VIGILÂNCIA, RESPONSÁVEIS POR ALVARÁS E AUTORIZAÇÕES DE FUNCIONAMENTO, POR FAVOR, EXERÇAM COM MAESTRIA AS SUAS FUNÇÕES, FISCALIZANDO, IDENTIFICANDO PROBLEMAS, NOTIFICANDO, COBRANDO A RESOLUÇÃO DOS PROBLEMAS, MULTANDO E CASSANDO ALVARÁS DE QUEM NÃO SEGUIR AS DETERMINAÇÕES DE SEGURANÇA.

O Vereador Douglas Carbonne do PCdoB de Taubaté já está encaminhando ao prefeito pedido para que seja feita uma intensa fiscalização nas casas noturnas e boates da cidade.

Vereadores(as) de outras cidades, façam o mesmo.

Vejam esse vídeo que mostra o fogo destruindo uma sala, em apenas 2 minutos o fogo toma conta de todo o espaço e a fumaça ajuda ainda mais a expandir o fogo.

Renovação? Não, se as práticas forem as mesmas.

Tanto se falou de renovação nas Câmaras Municipais durante o primeiro turno da eleição de 2012. Em Jacareí, das 13 vagas, oito serão ocupados por novos nomes. Renovação? Não sei.

No processo eleitoral predominaram as campanhas milionárias, com muitas placas, faixas, cavaletes, exércitos de cabos eleitorais remunerados nas ruas, toneladas de panfletos e santinhos. Venceram os que sujaram a cidade nos três meses do período eleitoral, os que colocaram em risco o trânsito e os pedestres, com as centenas de cavaletes pelas ruas e aqueles que não respeitaram a Justiça Eleitoral e as leis e infestaram as ruas dos bairros e portas de seções de votação com os chamados santinhos na véspera eleitoral.

São os novos vereadores, três do PT, Hernani Barreto, José Francisco e Arildo Batista, que como suplente já exerceu por um breve período a vereança. Os três foram participantes dos governos Marco Aurélio e Hamilton. No PMDB, os novos nomes são dois, a enfermeira, ex-diretora geral de Saúde e também ex-Secretária de Saúde, Ana Lino, e o Paulinho do Esporte, que também já exerceu a vereança por curto período. Tem ainda o Pastor Timóteo do PRB e o Fernando da Ótica do PSC, representando o que podemos chamar de bancada religiosa. Edgar Sasaki que assumiu a vereança no final do 1º semestre na vaga de José Antero que perdera o mandato por infidelidade partidária, conseguiu manter-se no legislativo através do DEM. Tem ainda o ex-vereador, candidato a prefeito e candidato a deputado Maurício Haka que retorna à Câmara pelo PSDB.

Dos vereadores reeleitos temos a Rose Gaspar do PT que iniciará seu quarto mandato, Edinho Guedes pelo PMDB em seu segundo, Itamar Alves pelo PDT, em seu enésimo mandato (perdi a conta) e Valmir do Meia Lua do PSD, no terceiro, sendo dois consecutivos.

Será que a bancada do futebol conseguirá melhorar nosso desempenho esportivo, o amador e o de alto rendimento? Conseguirá aumentar o orçamento da Secretária de Esportes? Apresentarão esses vereadores emendas no orçamento caso o prefeito Hamilton mantenha os mesmos índices orçamentários? Ou viverão eles de favores de deputados estaduais e federais que enviarão emendas supérfluas de 50 mil, 100 mil reais, para comprar bolas, redes e equipamentos? A velha prática de doar uniformes para times de bairros e de campinhos permanecerá ou o Esporte de Jacareí será tratado com responsabilidade e orçamento efetivo?

Será que a bancada religiosa respeitará a Constituição Federal e exercerá o mandato de forma laica ou se valerá dos seus princípios religiosos para propor leis e políticas públicas excludentes? Respeitará as minorias sociais e outras denominações religiosas? Haverá assuntos proibidos de discussão por conta da fé e da crença? Medalhas, títulos, congratulações serão auferidas aos montes para padres, freiras, pastores, irmãos, missionários? Há que se fazer um cálculo de quanto o poder público gasta no ano com essas homenagens.

A bancada feminina representará às mulheres e feministas com esmero? Assuntos pertinentes às políticas públicas e de inclusão das mulheres serão temas importantes ou permaneceremos na nova legislatura outorgando medalhas, distribuindo flores e cantando a beleza feminina? A saúde da mulher jacareiense será discutida e soluções para o bom atendimento serão elaboradas e colocadas em prática?  A bancada feminina instigará o poder público a promover ações de valorização das servidoras públicas, de combate ao machismo e misoginias, buscará combater a violência contra a mulher, exigirá orçamento para projetos de inclusão da mulher pobre, da mulher violentada, da mulher vítima da violência doméstica? Combaterá o assédio moral no serviço público?

Nossos novos vereadores/as e os antigos também, se valerão de práticas assistencialistas para continuarem populares e na boca do povo? Viagens levando eleitores/moradores para hospitais de São Paulo, Campinas, Sorocaba, Guarulhos e outras cidades continuarão a serem feitas com os carros e combustível da Câmara Municipal? Ou será exigido do prefeito mais dinheiro para a Saúde e uma melhor gestão? Vão acompanhar e fiscalizar a construção do novo Pronto Socorro, de novas UBS, exigirão o aumento da realização de cirurgias, de exames, de consultas? Vão lutar para que consultas possam ser agendadas por telefone, para que todos tenham oportunidade e sejam atendidos ou vão se valer da velha prática de usar do poder de vereança para conseguirem esses agendamentos, perpetuando o assistencialismo que mantém o eleitor “eternamente grato”?

Projetos importantes serão apresentados e, no final da próxima legislatura, novas idéias e projetos inovadores terão sido aprovados ou reinará como resultado do trabalho dos nossos legisladores os projetos de nomes de ruas, praças e avenidas? Projetos de outorgas de medalhas, menções honrosas, títulos de cidadãos honorários estarão no topo do resultado dos trabalhos da nossa vereança?

Veremos a situação e a oposição exercendo o papel fundamental de fiscalizadores e de legisladores?

Desejo que a renovação não seja só numérica, e que nossos vereadores e vereadoras exerçam um mandato a altura do seu povo, contribuindo para que nossa cidade se torne cada dia melhor para se viver.

Luiz André participa do Programa Partidário do PCdoB

Luiz André Moresi, presidente do Comitê Municipal do PCdoB de Jacareí, gravou comercial para o horário partidário. O filmete foi exibido durante duas semanas nas redes de televisão da região do Vale do Paraíba no mês de outubro/2011.

O comercial tem a participação da cantora e deputada estadual pelo PCdoB, Leci Brandão, que afirma que o partido, assim como ela, é contrário à todas as formas de discriminação. Logo depois Luiz André Moresi reafirma o compromisso do partido com a cidadania e que em Jacareí o partido luta para melhorar a vida das pessoas.

Confira abaixo o vídeo:

Luiz André Moresi  - Programa do PCdoB

Luiz André Moresi - Programa do PCdoB

CASAL DE JACAREÍ RECEBE PRÊMIO EM DIREITOS HUMANOS

Luiz André e Sergio recebem prêmio na categoria Ativismo LGBT por ser o primeiro casal gay a ter o casamento civil aprovado no Brasil.
 

Luiz André e Sergio exibem a certidão de casamento em frente ao cartório

O casal de Jacareí, Luiz André Sousa Moresi e José Sergio Sousa Moresi, foram agraciados e recebem o 10º Prêmio Arco-Íris de Direitos Humanos no dia 12 de dezembro no Teatro João Caetano, no centro da cidade do Rio de Janeiro. A honraria é concedida todos os anos pelo Grupo Arco-Íris, uma das mais antigas e importantes organizações de Direitos Humanos e Cidadania LGBT do Brasil.

O Prêmio está em sua décima edição e compõe as atividades da Parada LGBT do Rio de Janeiro. É entregue a pessoas que se destacam na defesa e promoção da cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais nas mais diversas áreas de atuação. Os militantes da ONG REVIDA de Jacareí, Luiz André e Sergio, serão homenageados na categoria Ativismo LGBT por serem o primeiro casal LGBT do Brasil a terem sua união estável convertida em casamento civil.

Para Luiz André, receber esse prêmio tem um valor especial “por ser concedido por uma instituição conceituada e respeitada no Brasil e por representar uma conquista que é conseqüência da atuação de militantes LGBT que lutam há anos pelo reconhecimento de sua plena cidadania”.

Luiz André e Sergio dedicam o prêmio aos membros da ONG REVIDA, aos militantes LGBT do Brasil e ao próprio Grupo Arco-Íris, que desempenhou papel fundamental de advocacy junto ao STF para aprovação da união estável homoafetiva, o que possibilitou a conversão em casamento civil.

União Estável e Casamento Civil

Em 5 de maio de 2011 o Supremo Tribunal Federal equiparou a união estável homoafetiva à união estável heterossexual.

Em 17 de maio de 2011, Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia, o casal Luiz André e Sergio assina o contrato de União Estável Homoafetiva.

Em 27 de junho de 2011 o juiz estadual Fernando Henrique Pinto autorizou a conversão da união estável de Luiz André e Sergio Sousa Moresi em casamento civil, o primeiro do Brasil.

Em 28 de junho de 2011, Dia Mundial do Orgulho LGBT, o casal recebe a Certidão de Casamento Civil das mãos do oficial do Cartório de Registro Civil. Cerimônia de entrega teve repercussão internacional.